Há duas semanas participei de um curso sobre Conciliação na Justiça Federal. Embora o Judiciário esteja atolado de processos e por isso a Conciliação seja uma excelente alternativa para desafogá-lo, o propósito do curso e do trabalho de Conciliação é muito mais nobre : a pacificação da sociedade.

Estamos sempre em situações de conflito. Quando chego em casa, alguém estacionou em frente à minha garagem e não consigo guardar meu carro. Na padaria, alguém fura a fila pra comprar “somente um cigarro”. No trabalho, o colega ao lado boicota meu trabalho e pinta minha caveira para o chefe. Em casa, os filhos não querem fazer lição porque não podem perder a próxima fase do jogo. A mulher está ocupada com os afazeres domésticos e não consegue dar atenção para o marido. O marido leva trabalho pra casa e não consegue conversar com a mulher. Enfim…. exemplos de conflito é o que não faltam. Mas e quando eles extrapolam ?

E quando tenho um vazamento em casa que vem do andar de cima e meu vizinho finge que não é com ele ? E quando a separação já se concretizou de fato mas os papéis ainda não foram assinados e o ex-marido acha que tem direito ao carro que a ex-mulher acabou de comprar ? E quando o banco cobra juros abusivos porque de fato emprestou o dinheiro quando o cliente precisou ? Estas são questões um pouco mais complexas… e aí cabe o recurso da Conciliação antes de uma ação judicial.

Hoje eu estava ouvindo uma palestra sobre relacionamento conjugal em um congresso on line em que também participo. Tenho pontos de vista diferentes de várias questões que a palestrante colocou, mas uma coisa que ela me disse me chamou a atenção : não devemos nunca deixar de sermos gentis.

Alguém consegue brigar com alguém que é gentil ? Você consegue ser grosseiro com alguém gentil ? Você não se sente desarmado com a gentileza de alguém ? Você não fica constrangido se discute com alguém gentil ?

E como gentileza gera gentileza, ela contagia. E assim podemos viver num mundo melhor, com melhores relacionamentos e posturas menos belicosas por todos os ambientes onde transitamos. E havendo gentileza num processo de Conciliação, a concordância fica muito mais fácil, as tensões diminuem, as pessoas baixam suas armas. E o que era apenas um processo de Conciliação, pode se transformar na pacificação de toda uma sociedade. Pense nisso.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on Pinterest