Acho admirável uma pessoa paciente. Penso em suas virtudes, em sua calma, em seu controle de ansiedade, ou talvez, na falta total de ansiedade. Penso em nosso país, no quanto somos forçados a ser pacientes porque as coisas não funcionam… penso em como crescemos quando somos pacientes.

Uma amiga está aflita, sua filha foi atropelada por um ônibus que passou no sinal vermelho. A filha já foi operada, está com dores, exige cuidados e quase não precisamos perguntar : o que aconteceu com o motorista do ônibus ? Nada.

Temos que provar que somos honestos, corretos e que temos os nossos direitos. Há dias tento cancelar minha assinatura da TV a cabo e não consigo. A operadora não cancela o sinal, só posso imaginar a conta chegando cobrando o mês normalmente, quando há 15 dias solicitei o cancelamento e continuo recebendo o sinal ! Liguei no Procon, reclamações só pessoalmente. E pra que existe e-mail e internet ?

Os jovens de hoje não têm paciência, estão acostumados a conseguir tudo na ponta dos dedos, tocando na tela do telefone, discando para um amigo, “dando um google” para suas dúvidas. Claro que o avanço da internet é importante e nos ajuda muito, ninguém mais quer ficar em fila de banco, ouvindo musiquinha de qualquer 0800 ao telefone… mas e quando a paciência for inevitável ?

Se você tem um ente querido no hospital, você vai precisar de paciência para seu tratamento até que ele volte pra casa. Se você está em busca de um emprego novo, de um novo amor, de um corpo mais bonito e sadio, de novas amizades… tudo isso vai te exigir paciência.

“A paciência é proporcional ao propósito, se você sabe o que quer, você tem paciência” – frase simples e de grande sabedoria expressa pelo Dr. Celso Charuri. É como a criança que quer tanto um brinquedo que depois já não pede mais – já sabe que já conseguiu, já ganhou, o brinquedo já é seu.

Quando a paciência nos falta, sentimos revolta, indignação, raiva… muitas vezes nos vemos impotentes perante o problema. E nessas horas crescemos, avaliamos perdas e ganhos, pensamos na melhor atitude a tomar, no melhor caminho a seguir.

Me ocorre agora uma frase de grande sabedoria : “Senhor, dai-me serenidade para aceitar as coisas que eu não posso mudar, coragem para mudar as que eu posso e discernimento para saber a diferença”.

Boa semana !

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on Pinterest