Num dos primeiros cursos de certificação em Coaching que fiz, lembro-me de colocar a seguinte questão: “E se vejo que meu Coachee está indo pelo caminho errado, devo deixá-lo seguir adiante?” A resposta foi simples e objetiva: “Um Coach não é e não pode ser pai e mãe de ninguém”.

Clique aqui e leia mais!

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on Pinterest