De repente você vai a um lugar que há tempos não ia…. Começa a se recordar da última vez que você esteve ali, lembra por qual momento da sua vida estava passando, compara com o momento atual… De repente este lugar te leva pra o passado, para suas lembranças, recordando com carinho aquele passado que não existe mais… e lhe vem uma saudade !

Pode ser também uma pessoa que há algum tempo você não encontrava…. Conversando com ela você se lembra do passado, recorda momentos vividos, revive sentimentos antigos…. de novo aquela saudade.

Saudade é uma palavra que só existe na língua portuguesa, difícil de traduzir para outros idiomas. Muitos a traduzem como “sentir falta”, mas é mais que isto. Sua origem vem do latim, de solidão. Vejo agora no dicionário uma boa definição : saudade significa a memória de algo que aconteceu e intensa vontade de reviver certos momentos.

Isso ! É algo bem próximo disso, muito mais do que só sentir falta. Uma certa vontade de reviver aquilo. Mas eu poderia acrescentar algo : relembrar daquilo com gratidão. Olhar para trás e agradecer por aquele momento vivido, mas seguir adiante, na certeza de que muitos novos bons momentos virão.

Os gatilhos de saudade são muito importantes, nos levam à reflexão, nos trazem sabedoria, amadurecimento. Por vezes podemos nos revoltar com nossas perdas – até que um dia compreendemos que as perdas fazem parte da nossa caminhada, e que relembrar os bons momentos vividos com gratidão é um dos sentimentos mais nobres que podem existir.

Também podemos fazer um exercício de imaginar nosso futuro : onde estarei daqui a um ano ? Daqui cinco ? Daqui dez ? Quais são meus projetos ? O que quero alcançar ? O que me desafia a acordar todas as manhãs ? Estou feliz com meu presente ? Estou levando a vida que eu gostaria ? Quais são os ajustes necessários que devo fazer ?

Por vezes saímos de nossa trajetória original, encontramos adversidades, nos surpreendemos com algumas pessoas, percebemos que nem sempre tomamos as melhores decisões, pode ser até que tenhamos algum arrependimento por certas escolhas. Tudo isso faz parte da nossa caminhada : o doce e o azedo, o frio e o calor, o claro e o escuro, a poesia e a prosa…

Gratidão é um sentimento nobre, fruto de nosso amadurecimento, quando em algum momento, nos percebemos capazes também de agradecer pelo que nos é ou foi desagradável, pelo que saiu fora do planejado, pelo que também nos trouxe tristezas.

Quando tiver seus gatilhos de saudade, saiba apreciá-los com sabedoria e gratidão, para que suas escolhas futuras e seu presente tenham mais cor e mais sabor.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on Pinterest