Culpas, mágoas e frustrações fazem parte da vida. E estão mais presentes do que a gente imagina, infelizmente ! Esta bagagem que levamos nos torna pesados, ressentidos, magoados e presos a pessoas e situações que merecem ser resolvidas, para que possamos seguir adiante mais leves – e mais livres !
Se alguém te pediu um favor e você não o fez, a culpa pode surgir. Pode surgir porque você podia fazer o favor mas resolveu pensar mais em você no que no outro, mas também pode surgir porque você não podia atender aquele pedido naquele instante, e mesmo assim você se culpa. Mas por que se culpa ? Na maioria das vezes, porque acha que assim o outro vai gostar menos de você, o que é um erro, afinal gostar do outro não tem nada a ver com fazer ou receber um favor. Mas muitas vezes pensamos que sim…
As mágoas acontecem geralmente quando criamos muita expectativa em relação ao outro. Você tem certeza que pode contar com ele e não pode… ou que seu chefe é um cara bacana, até ele te dar uma bronca na frente de todo departamento sem se importar se está te humilhando em público. E aí surge a mágoa, o rancor, a raiva também. Como ele pôde fazer isso com você ?
As frustrações normalmente são decorrentes de nossas atitudes, do que pensávamos que seríamos capazes de fazer e não fazemos. E assim vamos empurrando a vida com a barriga, frustrados por não sairmos do lugar, mas sem ao menos termos tentado… Assim fica difícil…. não fazemos, nos frustramos e continuamos não fazendo, alimentando um ciclo vicioso sem fim…
Quem não tem culpa geralmente é mais livre ou mais egoísta. Quem não tem mágoas sabe que a receita é simples : não idealizar ninguém, afinal ninguém é perfeito, e isto também serve para nós ! E para não se frustrar, basta agir. Agir com consciência do que se quer, com uma intenção clara, de preferência que não vá machucar ninguém, mas que vai te proporcionar um prazer por ter ido atrás do que você deseja, do que você acredita.
Pense nas suas escolhas. É possível que você descubra que a vida pode ser mais simples do que parece. Só depende de você…
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on Pinterest